Negócios Sociais,  Notícias

Cafeteria em SP Investe em Modelo de Negócio com Impacto Social

Em São Paulo, um café, que também é um coworking, investiu num modelo de negócio de impacto social. Ele funciona dentro de um hotel na região da Avenida Paulista.

O grande diferencial dele para todos os outros é que ali, todos os funcionários foram indicados por ONGs que atuam na periferia da capital ou em cidades da Grande São Paulo.

Para Carolina Lisboa, subgerente do hotel, eles não queriam apenas ganhar dinheiro, queriam ter um propósito social e estão conseguindo.

Carolina foi convidada pelos investidores do hotel a montar o café num espaço ocioso no térrea. Logo após, ela contratou João Clímaco para ser gerente. Juntos tiveram a ideia de focar num negócio com impacto social.

“A gente fez contato com ONGs parceiras que faziam algum tipo de trabalho social de inserção dessas pessoas no mercado de trabalho, então ONGs com inserção de refugiados, que ajudavam pessoas de regiões carentes da cidade de São Paulo e que ajudavam jovens em busca do primeiro emprego. Foi nessas ONGs que a gente chegou para poder buscar as pessoas que a gente precisava para tocar esse negócio”, conta Clímaco.

Para começar, ninguém mandou currículo, todos os indicados pelas ONGs enviaram vídeos de um minuto falando sobre sua própria vida e sonhos. Carolina conta que eles buscavam pessoas que trouxessem para eles o que tinham de vida, a história da pessoa, o brilho no olho e a vontade de dar certo.

A cozinheira Mônica estava desempregada e foi indicada pela ONG Afro Business. “Tem muitas pessoas precisando de uma oportunidade dessa, e é o que a gente precisa: ser acolhido como uma família, como nós somos aqui”, comenta.

Setenta por cento dos itens oferecidos pelo café são preparados por nano fornecedores, geralmente MEIs familiares. Carolina conta que eles colocam placas de identificação em todos os produtos, mostrando para os clientes quem produz, e caso a pessoa se interesse, ela pode comprar diretamente do fornecedor.