Publicações

2º Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental

Seja visto por quem fomenta e investe em negócios de impacto no Brasil.

Mais de 50 atores do ecossistema de negócios de impacto estão reunidos para mapear e dar visibilidade às iniciativas que resolvem problemas sociais e/ou ambientais e, de quebra, são sustentáveis financeiramente. São investidores, aceleradoras, incubadoras, fundos de investimento, investidores-anjos, organizações sociais, instituições e empresas buscando a resposta para a pergunta: Quais são e onde estão os negócios de impacto socioambiental do país?

Se você tem uma solução que endereça desafios sociais e ambientais nas áreas de Educação, Saúde, Cidadania, Cidades, Serviços Financeiros e Tecnologias Verdes, participe! Seja contabilizado no 2º Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental, conduzido pela Pipe.Social, que vai traçar o perfil dos empreendedores de negócios sociais e identificar os desafios, oportunidades e necessidades para o setor nos seus diferentes estágios de maturação. A ideia da organização é conhecer e fomentar o pipeline de impacto 2019.

Além de realizar o estudo, a Pipe.Social vai facilitar a vida do empreendedor, otimizando o tempo gasto preenchendo cadastros e se inscrevendo em diversas chamadas. A plataforma é uma vitrine dinâmica, que permite atualizar e acompanhar em tempo real a evolução dos negócios. Ficou interessado? Inscreva-se

Com o cadastro no 2º Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental, os empreendedores também ganharão relevância no ecossistema, inspirando outros empreendedores e contribuindo com a nova geração de empreendedores que trabalham com propósito.

As inscrições ficam abertas de 1º de outubro a 30 de novembro. Depois da coleta de todos esses dados, será realizado um estudo aprofundado sobre a nova economia com análises por vertical de negócio de impacto e também comparativos com o pipeline mapeado no 1º Mapa em 2017. Essa é uma oportunidade também para os atores medirem o tamanho desse mercado no país e o seu potencial de transformação.

Conheça o conglomerado que está apoiando o estudo: Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto, Itaú, Abellha, ANDE, Anjos do Brasil, Anprotec, Artemisia, Ashoka, Baanko, Bemtevi, BNZ For Startups, CIEB, CESAR, CERTI, CIEDS, Civi-co, Choice, Climate Ventures, Din4mo, Empreende Aí, Endeavor, Fundo Vale, Google Campus, Hype60+, ICE, IDESAM, Impact Hub, Impact Lab, In3citi, Innovativa Brasil, Insper, Kaleydos, Mov Investimentos, Nesst, Palladium, Performa Investimentos, Ponte a Ponte,  PorVir, Positive Ventures, PPA, Quintessa, Raja Valley, Semente, Sense-Lab, Sistema B, Sitawi,  Social Good, Wilinka, Vox Capital.

Afinal, o que são negócios sociais?

Negócios de Impacto são empreendimentos que têm a missão explícita de gerar impacto socioambiental escalável ao mesmo tempo que geram resultado financeiro garantindo a sua sustentabilidade. Geralmente têm como foco resolver os problemas da população de baixa renda nas áreas de educação, saúde, habitação e finanças sociais. Recentemente, com a definição dos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030 da ONU, pilares como Cidadania e Tecnologias Verdes também têm recebido atenção do ecossistema.